sábado, 28 de junho de 2008

HORIZONTES


*
*
*
*
*
Auto-Imagem
*
( Para Mia Couto )
*
*

Nesta
pálida insignificância
vou-me múltiplo
*
*

Não temas
minha pouca estatura
----------que de ave me basto
*
----------: trago um vôo em cada pena
*
*

Se esmarrido me apresento
----------, distendo
----------meus tentáculos
----------como a erva mirrada
----------na eloqüência
-----------------------da duna
*
*

--------------------E não me olhes
------------------------de viés
*
*

Arrancar-me do chão
----------
é puxar o mundo
*
----------lançar-me ao ar
----------é cotucar ventania
*
--------------------interpelar trovões
*
*

Nesta
compleição anfíbia
de larva precoce entre grãos

--------------------sou a sombra psamófila
--------------------num ovo de dragão
*
mergulho no fogo // atiço as águas
*
*
*

*
*

Canto do Cisne
*
( Para Régis Bonvicino )
*

*
Esquadrinhar
os séculos
de silêncio & rebentina
*
transpirar nos labirintos
de insultos
e labéis
*
----------e apesar
----------do frio
*
----------apesar do arrocho
----------da amplidão do exílio
*
----------e
----------do peso
----------da córnea turva
-------------------------e sem tenência
*
untar
a voz
----------d`uma longínqüa plausibilidade
-------------------------que martela
*
*
Soprar a vela é chamar a treva
Soprar a vela é ganhar o mar
*
*
*
*
*
Sobre Homens e Vacas
*
( Ao sorridente Seu Nestor )
*
*
Na manhã seguinte
à noite
em que me pus a refletir
*
sobre
as
mulheres-girafa
da Birmânia
e
os homens
com falocarpos
da Nova Guiné

*
sobre
as
vulvas
d`África
fatiadas na sombra
e
os
pés
atrofiados
das senhorinhas Chinesas

*
sobre
as
bruxas
queimadas
e
os
meninos
castrados
pra que cantassem nos coros
com vozes
de
anjos
*
*e
os
prepúcios ceifados
como orelhas
de cão
,
*
as vaquinhas de Seu Nestor
voltaram
aos terrenos baldios das cercanias de casa
ao alcance da vista
*
O sino, o mugido
e o doce aroma
da merda fresca
reinventaram meu coração
*
*
*

8 comentários:

Mara faturi disse...

Aff, querido poeta. Não me é possivel adjetivar seus poemas...sou só suspiros;)
bjo

Raquel (Babusk) disse...

Professor! Lembra que eu te falei que tinha visitado seu blog? Pois é! Tô mandando esse comentário pra comprovar a minha visita e também pra agradecer as aulas que vc deu na optativa!
A nossa sala não foi das melhores, mas eu tenho certeza que essa matéria fez a diferença nas nossas vidas!

Muito obrigada professor!
Tomara que a gente se encontre mais vezes durante a minha graduação!

Beijos, Raquel.

Loba disse...

Chico!! Tomara que vc ainda se lembre de mim. Porque, pelo menos uma vez por semana, me lembro de vc e sinto saudades.
Mas fui eu quem sumiu, eu sei! rs... E agora tou aqui sem saber o que escrever aqui. Foram tantas as leituras e ainda mais as sensações!
Sou uma apaixonada pela poesia e aqui é a casa dela. Nao apenas nos versos, mas tb na beleza das fotos.
Ai ai...rs... vc é um artista muito lindo (em todos os sentidos!!!)
Beijo-beijo

Luiz Alberto Machado disse...

Meu amigo Chico, bom demais revisitar seu espaço maravilhoso. Fiquei curtindo tudo e me atualizei. Aproveitarei e indicarei nas minhas páginas, viu?
Abração
www.luizalbertomachado.com.br

Sr do Vale disse...

E as vaquinhas
pastam
e andam pelas trilhas
deixadas ontem

e nem dão bola ao pobre coração do poeta.

Abraços.

Taninha Nascimento disse...

Olá !

"Soprar a vela é chamar a treva
Soprar a vela é ganhar o mar"

Como costumo dizer a minha amiga Hercília Hernande,"gostaria de ter tido a mesma inspiração" para escrever algo tão belo e tocante...

Trevas costumam dar medo, mas é preciso ganhar o mar... Apesar de tudo, navegar...

Bravo!!

Um abraço.
Taninha

Tânia disse...

Meu querido amigo: li apenas alguns dos poemas.Mas acho que gostei desse das vaquinhas...sei lá...rs.Vc é tão inteligente que tenho até medo de postar algum comentário.Ah,antes que me esqueça:Tem algum sobre os famigerados ratinhos???rsssss.
Um beijão.O Gu tb vai entrar aqui depois que sair do castigo(tirou 5,3 de Matemática).Falei a ele sobre as fotos maravilhosas.

Barone disse...

Olá Assis,
gostei muito da sua poesia. Tomei a liberdade de incluir seu link em meu espaço virtual. Também sou poeta. se quiser me visitar estou em http://escrevinhamentos.blogspot.com/