quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

CHUVA








قصيدة

(Para Jacineide Travassos
& Bernardo Souto.
Poetas)


Zeinab
no quintal
recolhendo roupas

um latido / dois
pássaros
trovão


As primeiras gotas
& algum resíduo mineralizado
de vida
já percola
nos interstícios das pedras
onde a plântula
se escora


Agora o caldo
                        [Abrupto]
[Ad libitum]


Água / seiva
- se escorre é honesto


Pouco escapa
aos olhos negros da mabúia
que fugiu do muro
à glosa certeira
de um indefinível camaleão
imaginado 


Roupas salvas


Ela na varanda- a alma esticada no oriente


Eu: o abençoado do tempo. Penso um poema


Meu peito
- nervura de palma num oceano de areia





O título significa "Poema" (Kasidat), em Árabe
*
*

8 comentários:

« Katyuscia Carvalho » disse...

Assis,

Tua poesia adentra tanto o campo e o corpo dos nomes das coisas existentes, que esse teu introduzir outras línguas para dizê-las é como se quisesse nomear até à alma delas, contra toda a descrença de que em algumas inexistam...

Personificas como ninguém o que se supõe imagem apenas...

"Água / seiva
- se escorre é honesto"

!!!

Um beijo, poeta.

nydia bonetti disse...

Esta alma esticada no oriente é uma imagem que transborda. Da minha varanda te saúdo, poeta! Abraços.

Bernardo Souto (atual administrador do 'Tango Argentino') disse...

Chico, ainda não tinha visto o poema! Muito grato pela homenagem!

A sua poesia tem imagens interessantes e uma condensação (no sentido poundiano do termo) que me agrada. Poesia sem argamassas!

Abraços!

vall duarte disse...

Chicote! continuas o que sempre foi, confeiteiro de palavras!

Saudades amigo sumido!


Obrigado pela visita! estou no Face. Apareça por lá. Abraço.

Aracéli Martins disse...

Teu poema dá uma sossegada na alma, roupas lavadas recolhidas, tudo certo. E pra quê mais, não é?

Adriana Godoy disse...

Chico, bom voltar a te ler. Mais um poema que arrebata pela magia e sensibilidade! Beijo

romério rômulo disse...

chico:
levo este poema pra minha página no FB.
um abraço.
romério

Vanexinha disse...

Oiii Prof Querido, qto tempo!
Fazia tempo tambem que não passava no seu blog, cada vez mais bonito! sem palavras realmente p descrever!... beijocas e Parabens!