quinta-feira, 2 de agosto de 2007

AMOR, CONFIANÇA E LIBERDADE

*
*
*
Teus olhos, meu filho
são as luzes à frente
num túnel sem fim:
caminho cavado
na rocha das eras
*
*
Cabe a mim
- e só a mim -
deixar em tuas mãos
o bastão que recebi
na corrida
dos amorosos
*
mas a cesura da noite
foi sangue nas folhas
de um manual de decências
e os ventos condenam
as exúvias
ao pó
*
*

Tudo o que quis
quando ainda não falavas
foi aninhar-te nos braços
aquecer o teu leite
tecer-te uma fábula
que encantasse
*
mas as botas de lama
irromperam na via
de todos os Salmos
e nossa rota
curvou-se assim:
*
traço seco no vazio
na página em branco da vida
quando tudo
importa tão pouco
[1]

*
*
*
--------------
[1] Frase de desfecho do poema “A Verdade”, de Cláudio Willer. In: Estranhas Experiências e Outros Poemas, Ed. Lamparina, RJ, 2004.
*
*

23 comentários:

MONALISA disse...

CHICO
AMADO MESTRE E CRIADOR
AMO SEU BLOG
E POST SOBRE FILHOS EST[A LINDO
SAUDADES
BEIJAO

MONALISA MEL...

Fernanda Passos disse...

Nossa Chico....Tinhas que voltar majestoso. Linda a homenagem, a declaração de amor e o lamento que exala dessa poesia. Só os filhos podem nos fazer suspirar de forma tão profunda.
Um Beijo grande.

"Miss" Fawcett disse...

Snif...
Jones! Que lindo...lindo!
lindo como seu filho e seu espírito...

Mariane Monteiro disse...

Muita beleza! Felicidade sempre!!!! abraço grande

Dira disse...

raríssimas vezes, chorei ao ler um poema. vc é demais, chico. obrigada.

Analuka disse...

Filhos
faíscas azuis
cintilações violeta
relâmpagos de afeto
constância de afago
luzes suaves
nos túneis
dos dias
...

Lindíssima foto, Assis!
Os laços de afeto entre pais e filhos são, se cultivados, fios de ouro preciosos e perenes... muitas vezes, linhas de luz que nos revitalizam, ou encorajam, em momentos de fragilidade ou desesperança. Desejo dias felizes, amigo. Beijinhos alados azuis!

Leila Lopes disse...

O que importa é esse caminho cavado ao infinito. Bons sentimentos. Delicadezas.
Beijo, querido.

Fernanda Passos disse...

Bom findi pra vc Chicão.
bjs.

Fernanda Passos disse...

Chico, quero comentar, ler e me deliciar com as coisas lindas que escreves, mas não atualiza o blog!

Bjs.
E aparece lá no meuzinho tb.

ediney disse...

poemas de bom trato.Gostei muito mesmo.
Abraços

Anônimo disse...

Algo que vale a pena ler e reler. Seu filhote é realmente um anjo.
Obrigada por brindar conosco, estes versos tão bem lapidados.

Um grande beijo cheio de admiração.
Thalita

Fernanda Passos disse...

Beijo Chico lindão.

Fernanda Passos disse...

Ei moço. saudade tua, viu?
;)

Mônica Montone disse...

que bonito, Chico!

aliás, os olhos do seu filho são belíssimos [vi no orkut].

bonitas, também, as linhas do Willer.

beijocas

MM.

ps: obrigada pelo pouso no Fina Flor

ps2: já viu que no seu perfil do blogspot não consta o endereço do blog?????????? =/

Fabrício Brandão disse...

Belas imagens de vida por aqui, meu caro. Tuas linhas poéticas apontam para uma sensibilidade que, às vezes, passa despercebida para muitos. No entanto, poetar é catar coisas nos cantos surpreendentes de nossa existência.

Forte abraço!

Analuka disse...

Passo prá deixar um abraço especial, brindando ao amor e à arte!

disse...

Querido Chico,
Esses quadros são seus?
Um talento nato ...... impressionante!!!!
Grande beijo para ti.
Fabrícia.

PS: outro dia mexendo nas minhas coisas achei aquela caixinha de remédio que me deu...estou usando, muito fofa. Merci mon chèr.

douglas D. disse...

olá!
obrigado pela passada lá no vomitando...
os quadros aqui foram pintados por vc?
abs.

Chevauche disse...

Chico

Sinceramente entre a natureza, a arte e a vida...sem dúvida esta foto...este poema....fizeram meus olhos lagrimejar!

Sinto uma inveja maravilhosa desse pai corujo que é, e assim o seja pela eternidade.

Gostaria que todos os pais, se orgulhassem de seus filhos...pois confesso que às vezes tenho meus medos....mas já não posso mais abraçar meu pai para tentar encontrar um conforto. Enfim....amor ao pai, ao filho...é incondicional.

Parabéns!!!!

Clélia disse...

É inexplicável o sentimento que vemos através da fotografia que por sinal é lindíssima!!

Bjos ;)

maria disse...

Bom dia Chico. Que lindo poema!!!!!
Linda homenagem..
Retrata o amor em sua forma mais singela, imensurável e incondicional.......constumo dizer que o amor pelos filhos é tanto e tao bom que chega a doer meu coraçao rss.
Super abraço
m. rosa (mary rose)

JIVM disse...

Chico, lindo esse teu poema. Quando tiver um tempinho dê uma olhadinha nesses: http://www.cronopios.com.br/site/poesia.asp?id=1704
Abraços.
JIVM

Clau disse...

Fernanda Passos, por onde andas? Procurei informações no Google, mas nada recente encontrei. O blog Poesia na Veia está desatualizado. Agradeço muito se responder!